Fale conosco pelo WhatsApp

O que causa diabetes? Conheça as causas dos tipos 1 e 2

Pessoa medindo a glicose com um aparelho - O que causa diabetes
04/11/2021

Embora possam existir algumas razões que levam uma pessoa a desenvolver diabetes, o estilo de vida tem

grande influência no surgimento da doença.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1 em cada 11 pessoas no mundo tem diabetes. Já no Brasil, 8,9% da população possui a doença (aproximadamente 13 milhões de pessoas). No entanto, deste total, 50% simplesmente desconhece ter diabetes. Segundo dados do Ministério da Saúde, entre os anos de 2006 e 2016, houve um aumento de 60% no número de indivíduos diagnosticados no Brasil. 

O que é diabetes? 

Diabetes é uma doença crônica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar/glicose no sangue. Isso acontece porque a insulina, que é o hormônio que transporta a glicose do sangue para o interior das células, não é produzida em quantidade suficiente e/ou porque existe resistência a sua ação, fazendo com que o açúcar vá se acumulando no sangue ao invés de ser gasto nas células do corpo.

Esse quadro leva a um aumento da glicemia, o que pode resultar a médio prazo em complicações como problemas de visão (retinopatia), perda da função dos rins (nefropatia), neuropatia, pé diabético, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, entre outras. Em casos mais graves, descompensações agudas do diabetes podem levar à risco de morte, como por exemplo na cetoacidose diabética.

O diabetes pode ser classificado em subtipos a depender da causa da doença: tipo 1, tipo 2, diabetes gestacional e outros tipos (diabetes tipo MODY, diabetes associado a outras doenças endócrinas como síndrome de Cushing e acromegalia, diabetes associado a pancreatite, diabetes secundário a uso de medicamentos, entre outros).

Abaixo, abordaremos alguns detalhes do diabetes tipo 1 e tipo 2.

O que é e o que causa diabetes tipo 1?

O diabetes tipo 1 é a forma mais comum em crianças e adolescentes. Menos frequentemente, também pode ocorrer em adultos jovens.

O que causa diabetes tipo 1 é um processo autoimune na maioria dos casos. Ou seja, o próprio sistema imune ataca as células do pâncreas responsáveis por produzir a insulina, levando a uma deficiência completa desse hormônio. Ainda se estuda o que causa diabetes tipo 1, mas acredita-se que o processo autoimune seja desencadeado por um fator ambiental, sobretudo por infecções virais em indivíduos geneticamente suscetíveis.

Em uma pequena parcela de pacientes, não é possível identificar o que causa diabetes tipo 1, pois o processo autoimune não está presente. Esses casos são chamados de diabetes tipo 1 idiopático.

Como é possível perceber, o diabetes tipo 1 não tem relação com hábitos de vida e com obesidade. Porém, o fato de o paciente ter excesso de peso não exclui o diagnóstico desse tipo de diabetes. O histórico familiar no diabetes tipo 1 também não é tão forte, visto que somente 10 a 15% das crianças diagnosticadas têm história familiar em parentes de primeiro grau. Nesse caso, o risco é maior quando o pai é afetado, em comparação à mãe.

O diabetes tipo 1 costuma ter uma apresentação abrupta, principalmente nas crianças e adolescentes. Os sintomas mais comuns do diabetes tipo 1 descompensado são:

  • Sede em excesso;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Fome excessiva;
  • Perda de peso significativa;
  • Cansaço e fraqueza;
  • Desidratação;
  • Sonolência;
  • Náuseas e vômitos.

Na presença desses sintomas, é muito importante procurar atendimento médico de imediato, pelo risco de desenvolver cetoacidose diabética, complicação aguda potencialmente grave mais comum em pacientes com diabetes tipo 1.

O que é e o que causa diabetes tipo 2?

O diabetes tipo 2 é o mais comum e está frequentemente associado à obesidade e ao envelhecimento. O que causa diabetes tipo 2 é um processo de resistência à ação da insulina, associado ou não a uma produção deficiente desse hormônio pelo pâncreas, o que faz com que a glicose acabe se acumulando no sangue.

O acúmulo de gordura na região abdominal está mais associado ao desenvolvimento de resistência à insulina. Maus hábitos alimentares, especialmente com consumo exagerado de açúcar e alimentos industrializados, assim como a falta de atividade física contribuem para o ganho de peso que é um dos principais fatores de risco para essa doença. O diabetes tipo 2 também está diretamente relacionado a outros problemas de saúde como triglicerídeos elevado, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Ao contrário do que ocorre no diabetes tipo 1, no tipo 2 a história familiar de diabetes em parentes de primeiro grau (pais, irmãos) é um fator de risco importante para o desenvolvimento da doença. Assim, casos repetidos de diabetes tipo 2 em uma mesma família são muito comuns.

O início dos sintomas no diabetes tipo 2 comumente é mais gradual. Em fases iniciais da doença, quando os níveis de glicemia não estão muito altos, os pacientes geralmente não apresentam sintomas. Com a progressão da doença e sem tratamento adequado, o paciente pode apresentar sintomas semelhantes aos descritos anteriormente:

  • Sede excessiva;
  • Vontade frequente de urinar;
  • Perda de peso;
  • Cansaço e fraqueza;
  • Dor nas pernas;
  • Alterações visuais;
  • Desidratação;
  • Sonolência;
  • Aumento de infecções, principalmente fúngicas;
  • Náuseas e vômitos.

Assim como no diabetes tipo 1, a presença de sintomas é um sinal de alerta e indica a necessidade de procurar atendimento médico especializado.

Agora que você já sabe o que causa diabetes, saiba que a melhor forma de prevenir a doença é levando uma vida saudável, alimentando-se de maneira balanceada, praticando atividades físicas e reduzindo e consumo de cigarro e bebidas alcoólicas.

Busque a ajuda da nossa clínica de endocrinologia para fazer exames preventivos ou para identificar possíveis sintomas. O tratamento adequado do diabetes pode levar pacientes a uma vida tranquila e sem maiores transtornos.

Fontes:

Ministério da Saúde

Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2021.